IoT e Metaverso, qual o match?

Aproveito oportunidade para fazer uma reflexão sobre a pergunta: “Qual é o Match de IoT e Metaverso?”, que foi um pouco recorrente com o lançamento da Série Metaverso, aqui pelo Tudo Sobre IoT, sob o comando do Professores João Peres, que antecipa o lançamento de um curso específico sobre o tema. 

O objetivo aqui é ao coletar insights, pesquisar sobre o tema e reforçar os pontos abordados na Série, identificar o grau de match que existe nesta correlação pois o público aqui é sedento em conteúdos sobre Internet das Coisas e ver um outro tema assim disruptivo pode ser uma surpresa. 

Mas vamos lá… 

1. Sob o ponto de vista que compõe suas Disciplinas: 

  • Genericamente, o ecossistema de IOT é um conjunto de disciplinas e conhecimentos que se somam em busca de uma solução que conecta “Coisas” a serviço das “Pessoas”. Assim, Hardware, Sensores, Software, Rede, Plataforma, Dados, Segurança basicamente podem se unir a Inteligência Artificial, Machine Learning, Visão Computacional, Blockchain entre outros temas mais complexos, trazendo uma solução a qualquer tipo de aplicação; 
  • Analogamente, o Metaverso prevê o uso de Hardware (mais Completos e Robustos), Redes (mais Rápidas e com grande tráfego dados), Sensores (mais sensíveis e caros para Tato, Olfato, Visão, etc…), Softwares (outras linguagens, talvez ainda não conhecidos ou lançados), Redes, aqui no Brasil ainda incipientes, como o 5G e 6G), Plataforma (bem distintas, porém como um mesma função de gestão e controle), Dados (nem precisa imaginar a explosão de seu uso, claro que possivelmente em Cloud Computing, mas com espaço para Edge Computing) e Segurança (Sim, sempre não só técnica como de legislação inclusive). Já Inteligencia Artificial, Machine Learning e Visão Computacional e Blockchain por exemplo, não serão mais digamos “opcionais” como em IoT, mas mandatório quando falamos em Metaverso);
  • Assim em resumo, você que está aqui participando do ecossistema de IoT em alguma de suas “caixinhas’, naturalmente se encontrará no Metaverso, quer como Consumidor ou Produtor, necessitando buscar a capacitação para se adequar a este no cenário de Negócios, conforme sua maturação ocorrer.
 
 

2. Sob o ponto de vista de suas Formações

  • Em Internet das Coisas, dentro dos principais participantes do ecossistema, predomina Técnicos e Engenheiros (Eletrônica, Mecânica e Química, mais frequentes) e Profissionais de TI (Analistas, Desenvolvedores e Suporte, no geral). Temos também oriundos de MKT, Administração, Dados (aqui depois de uma formação se especializam, como Cientista, Engenheiro ou Analista de Dados), Professores e Pesquisadores ligados a cadeiras de Ensino Técnico e Superior; e claro, Usuários Finais que empregam seus Conhecimentos e Vivência (no Agro, Saúde, Indústria, etc…) em prol da busca da solução de Internet das Coisas que vai fazer diferença em seu trabalho;
  • Já no Metaverso, esse público será presente, assumindo outros papéis. O Prof. João Peres enumera uma série enorme, mas reproduzo aqui alguns exemplos: 
    • Técnicos (Mestre em Metaversos; Engenheiro de Plataformas WEB Metaversas HW, SW, LAN/WAN; Arquiteto de soluções Metaversas, Desenvolvedor de Códigos Ecossistema Metaversos, Especialista em Meta-IoT Device); 
    • Outros a nível Estratégico ou Tático (Empresários e investidores em Mundos Virtuais, Diretor de Metaverso Empresarial, Gerente de Operações Metaversais, Gerente de Arquitetura Metaversas, Gerente de Segurança e Privacidade Metaversas, Estrategista – Especialista em Metaversos – Metaverse Expert); 
    • Também surgirão Outros Papéis como Conselheiro de Administração de Metaverso Corporativo, Gestor Corporativo de Governança Metaversa, Agente de Compliance Especialista em Metaverso,  Advogados Especialistas em Metaversos – Metaverse Expert; 
    • Já no ambiente Acadêmico (Reitor de Multiversidade, Pesquisador de Tecnologias Metaversais, Professores Especialistas em Ensino de Matérias Metaversais MetaWeb 3.0/4.0/5.0, Arquiteturas Metaversas, Psicologia Metaversal, IoT sensorial Metaversais). 

E muito mais do que nem imaginamos ainda…

  • Fica a constatação: da mesma forma que IoT utiliza o universo de formações clássicas, o Metaverso também o fará, somando-se formações e profissionais que não são tão habitué aqui em Internet das Coisas (Publicitários, Filósofos, Psicólogos, Advogados entre outros).    O que vai precisar é Capacitação para suportar as mudanças de paradigmas, quer sejam técnicos ou de estratégia e gestão. Como você está inserido no universo de Internet das Coisas, será natural uma migração ou complementação para o Metaverso.
 
 

3. Sob o ponto de vista de Mercado  

Aqui vou tomar a liberdade de abordar pontos importantes presentes no artigo: What’s the biggest effect the metaverse will have on IoT, or vice versa? reunindo uma compilação com a visão de vários especialistas e suas observações a respeito do tema:

  • Michelle Crossan (SVP, Marketing Corporativo e Comunicações na Samsung Electronics America)

    • Para impulsionar o metaverso, as marcas estão aproveitando uma série de tecnologias de ponta, como AR, VR, Blockchain, IA e IoT, com o objetivo de tornar o virtual o mais pessoal e autêntico possível e em tempo real. Por meio do desenvolvimento atual da IoT, sensores, câmeras e wearables já estão implantados e sendo usados”…”Acredito que essa reflexão do real no virtual criará uma demanda crescente por dispositivos IoT, bem como sistemas de dados compartilhados que sejam capazes de migrar totalmente para o metaverso e, mais especificamente, para a Web3.”…”Não há dúvida, acreditamos que o metaverso e a IoT andam de mãos dadas na criação do futuro das experiências multidimensionais”.
 
  • Bhagwat Swaroop (Presidente e Gerente Geral na One Identity)

    • “…À medida que o metaverso ganha força e novos usos e pontos de acesso evoluem junto com ele, o cenário de identidades crescerá exponencialmente abrindo novas portas para potenciais maus atores”… “Adicione o metaverso e o aumento no uso da IoT que coincidirá com ele, e você terá uma tempestade perfeita de crescente complexidade e expansão de vetores de ameaças que podem ser aproveitadas, o que pode resultar em violações, interrupção de negócios e custos de material.”
 
  • William Stovall William (Stovall VP of Enterprise, Mobility & IoT at AT&T)

    • O que é realmente empolgante no metaverso é que ele permitirá que os usuários entrem em um reino completamente virtual que parece real”…”Uma das formas de aproveitar o metaverso é com IoT, realidade aumentada, realidade virtual e outras tecnologias emergentes, como headset por exemplo.”…”Sensores especiais, alimentados pela conectividade IoT, permitirão que os usuários interagem de maneiras nunca antes vistas.”…”As pessoas não querem ser limitadas em onde e como podem aproveitar essas novas experiências, então isso torna a IoT crucial para o metaverso funcionar. Por exemplo, no espaço de fabricação, os trabalhadores podem ser treinados remotamente para se familiarizar com as operações da máquina antes de estarem no local manuseando máquinas reais em produção”…”O metaverso também se torna ainda mais “meta” com mais dados, portanto, um aumento no número de pontos de coleta (IoT) pode aumentar a capacidade de aprimorar e obter mais dos objetivos experienciais”….”Adicione a computação de borda à mistura, que aproxima a computação distribuída e o poder de processamento de cada usuário, as experiências ideais do metaverso se tornarão ainda mais uma realidade”
 
  • Mic Locker (Principal at Deloitte Consulting)

    • ….”Aqui estão exemplos das relações simbióticas do metaverso e da IoT nas três camadas da arquitetura de TI:
      • Interação :….”O uso de tecnologias de IoT (por exemplo, detecção de movimento, borda incorporada em IA e sensores de coleta de dados personalizados) seria fundamental para construir gêmeos digitais 3D e criar consciência espacial para interações adicionais com simulações esperadas no ambiente metaverso.”
      • Computação : .”A implantação em larga escala de 5G e borda inteligente/AIoT permitirá e acelerará a entrega de casos de uso metaverso sofisticados, como gerenciamento de transporte inteligente (AR + AI + 3D digital twin + gerenciamento operacional)
      • Informação: Metaverso traz um foco nítido na necessidade de design aprimorado para experiências interativas em ambientes de consumidores e empresas, que continuarão a impulsionar a demanda por tecnologias especializadas de processamento de informações atualmente encontradas em IoT.”
 
  • Chandler Heath (Technical Solutions Architect, Industrial IoT at World Wide Technology

    • ….”Conectar os sentidos digitais de um ambiente ou de um contexto específico invoca a essência da IoT e o que ela foi concebida para fornecer. Processar dados brutos de IoT para que possam ser consumidos em tempo real pelo metaverso é uma área que veremos mudar e desenvolver à medida que as necessidades do metaverso se tornarem mais claras.”
 
  • Peggy Johnson (CEO at Magic Leap)

    • “A aceleração das plataformas de IoT e os fluxos de dados que elas podem fornecer servirão como blocos de construção críticos para o metaverso e, finalmente, um mundo mais imersivo e interconectado”….”Central para o sucesso do metaverso, no entanto, será a interoperabilidade perfeita entre dados AR e IoT para desbloquear aplicativos novos e avançados que ajudarão a resolver problemas do mundo real.”…”Para os fabricantes, pode envolver o uso de sobreposições de dados para melhorar as operações de serviço de campo ou reparos de máquinas. Habilitado por AR e IoT,”
 
  • Colin Parris (Vice -presidente sênior e diretor de tecnologia da GE Digital)

    • “Vejo duas dimensões em que o metaverso terá impacto na IoT, particularmente relacionado ao uso de “Gêmeos Digitais” (aprender representações de software baseadas em IA de um ativo ou sistema físico)”
      • Treinamento aprimorado do mundo real :
      • Planejamento de longo prazo melhor e mais inteligente e resposta de curto prazo:” 
 
  • Steve Dertien (CTO na PTC Software)

    • IoT é a internet de coisas físicas em 3D”…“O metaverso, como uma interface 3D para IoT, tornará o físico e o digital indistinguíveis”…”A IoT no metaverso parecerá tão normal quanto o mundo físico ao nosso redor sempre foi.”

Portanto, as abordagens preliminares e as visões acima do texto (fragmentado) apresentado, por si só já encaminha uma resposta a nossa pergunta do título: SIM! MACHT TOTAL em IOT e METAVERSO. 

Agora, todos por aqui pelo Tudo Sobre IoT podem seguir acompanhando esta integração dos dois universos! 

Conheça a Formação Metaverse Expert: https://tudosobreiot.com.br/metaverseexpert/ 

Obrigado e até a próxima!

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Classifique:
5/5

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

congresso Tudo sobre IoT

Internet das Coisas

O IoT tem como objetivo permitir uma melhor relação entre o mundo físico (as coisas), o mundo biológico (nós) e o mundo digital (a computação).