Cadeia de valor em IoT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram

Porque muitos projetos de IoT não conseguem ir adiante? O que é preciso para fazer seu projeto deslanchar, engajar pessoas e entregar valor

Primero de tudo, precisamos entender o que é IoT ou internet das coisas!

IoT é um conceito e não uma tecnologia em si, é uma junção de diversas tecnologias que somadas formam um ecossistema e resolvem problemas.

Muita gente confunde automação com IoT ou monitoração com IoT, como se confunde ChatBot com IA por exemplo. Apesar de serem próximos, algumas nuances fazem com que sejam coisas diferentes e bem mais abrangentes. Um estudante que através de um arduino, consegue ligar e apagar uma luz, por exemplo, se auto intitula como projeto de IoT, mas não é bem assim. E nesta toada, muitos projetos se perdem por não estarem aderentes ao tema e entregar os valores cabíveis ao IoT em si.

Vejo muitos projetos de IoT para área da saúde, que não são desenvolvidos por médicos ou enfermeiros ou pessoas ligadas a essa vertical. Mas são projetos desenhados e prototipados por técnicos, engenheiros e programadores muitas vezes aportados com investidores que também não são da área da saúde e isso se repete em diversas verticais, não só pelo Brasil, mas pelo mundo.

Não que seja obrigatório ter alguém de agricultura para desenvolver um projeto para uma fazenda, mas que isso faz toda a diferença, faz com certeza. Afinal, o estudo de caso, a empatia, a experiência é fator essencial para entendimento do todo, e assim conseguir entregar um projeto que de fato faça a diferença pro cliente final e não somente vise lucros, mas entregue valor!

É um bom começo, enxergar soluções para o seu próprio ambiente e não querer ficar fora da caixa o tempo todo. Não saia da caixa, pense dentro da sua aixa, ou dentro da caixa do seu cliente, dentro da caixa das necessidades dele e assim pela empatia, sentir a problemática e partir para algum tipo de solução simples, e aos poucos evoluir o conceito. Este é outro erro muito comum, muitos projetos já nascem grandes, caros, pretenciosos e isso assusta o mercado muitas vezes, começar pequeno e evoluir constantemente, mantendo consistência e persistência.

Se você tem um projeto de smarthome, acho pertinente você entender sobre economia doméstica, sobre manutenção predial e todos os assuntos relacionados a isso, pois daí virá os insights necessários para que seu projeto flua de encontro com as necessidades reais do cliente. Acender e apagar luzes, controlar a temperatura, abrir e fechar portas não entrega tanto valor e despreza a cadeia de valor do IoT. Neste mesmo cenário, como seria se o cliente soubesse o gasto em Kw/h de cada lâmpada? O gasto de energia do ar-condicionado? A temperatura média do ambiente correlacionada a temperatura externa num balanço ideal de conforto e economia? E se tivéssemos relatórios completos de gastos, com alarmes no celular ou email informando algum excesso ou desvio de padrão de uso? E que através destas informações você execute uma ação, defina uma tomada de decisão?

Entendo que aí mora o valor do IoT, apenas automatizar não significa entregar valor e ter sucesso em seu projeto. Sendo assim, diversas áreas devem ser estruturadas com a finalidade de realizar esta demanda com excelência, acima falamos indiretamente de BigData, Analytics, Economia, Gestão, e muitos outros assuntos que compõe de fato um ecossistema de IoT. Acho que até aqui, você já conseguiu entender meu ponto de vista. Que por vezes, é polêmico e algumas pessoas até se opõem e sinto em dizer aos opositores, mas ainda não vi um projeto de IoT de verdade, sem essa cadeia de valor levada em consideração! A ideia não basta ser legal, não basta ser viável, ela precisa atingir o todo e a complexidade ignorada no IoT é o que filtra e filtrará muitas startups e presas que tentarem permear o mercado desta forma.

Concluindo, a abrangência dos projetos de IoT e sua complexidade deixa visível a impossibilidade de se fazer isso sozinho. É preciso muito conhecimento, foco, determinação, pesquisa e estudo para se conseguir de fato estar entre os melhores e conseguir brigar por um lugar ao sol. Passada a hype, a realidade bate a porta e precisamos deixá-la entrar.

Classifique:
5/5
loading...

DEIXE UM COMENTÁRIO

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE

Confira nossos vídeos exclusivos sobre IOT