Blockcryto Expo 2019

BlockCrypto-Logo-Padrao

Como entusiasta das novas tecnologias, que estão em um ritmo frenético de mutação em uma velocidade comparável a da luz, tive a oportunidade de estar presente na Blockcryto 2019 a convite da comunidade Tudo Sobre IoT.

Foi uma imersão de dois dias em diversos temas sobre criptomoedas e a tecnologia blockchain, seus usos, novas linguagens, diferentes visões do futuro por palestrantes de distintas áreas de atuação mas todos conectados pela mesma paixão; o futuro e o impacto global que essas novas tecnologias irão gerar no comportamento humano e nas mudanças no cotidiano das pessoas.

Pude observar que a palavra ´centralização de poderes` e seus excessos estavam presentes em muitas palestras, sobre uma potencial crise mundial que se aproxima. E seus sinais estão presentes pelo desequilíbrio do mercado financeiro, pelos títulos de dividas corporativas, pelo cenário macro em deterioração e através do mercado imobiliário que vem caindo, estes são sinas a médio e longo prazo.

E desse terremoto futuro, assim como no passado nasceu o Bitcoin, como uma resposta contra a crise de 2008. Ele nasce como uma alternativa contra a centralização dos poderes já citados acima.

Escutar que o Bitcoin tem características muito similares ao ouro para mim me pareceu muito interessante, o ouro carrega uma história única através dos séculos. Já sofreu confisco do governo, em 1935 Roosevelt confiscou o ouro de todas pessoas, elas eram obrigadas a declarar quanto tinham desse metal precioso e caso não o fizessem estariam sujeitas a multas e até prisões.

O ouro é o único ativo que não pode ser inflacionado , tem uma aceitabilidade universal, especialistas diziam no passado que assim como Bitcoin, o ouro teria um valor de 0,00 . Devemos lembrar que o Bitcoin tem sofrido ataques assim como o ouro já sofreu em outras décadas. Por essas questões o Bitcoin e ouro tem muitas semelhanças, com a única diferença que o ouro tem um histórico milenar então poderíamos dizer que o Bitcoin será o ouro digital?

Sobre as altcoins os palestrantes deixaram claro que são experimentos, algumas irão sobreviver e outras inevitavelmente irão se extinguir, são tentativas de acertos e erros.

Compreender a evolução monetária em cada época, rever a história da humanidade pode nos dar um panorama para onde estamos caminhando e muito importante também é não se deixar contaminar pelo mercado e sua euforia. Afinal o Bitcoin está na sua infância, ainda é muito jovem com seus apenas dez anos e pelo visto muitos sobressaltos irão ocorrer.

Essa nova era que se apresenta agora pode ser muito útil para a sociedade empreendedora e novos investidores de forma mais consistente, ter garra para criar novas fontes de renda e negócios.

Outro tema muito aguardado por todos os participantes do evento foi sobre a Libra, a nova moeda polêmica que será lançada pelo Facebook. Ela é uma cesta de ativos, terá quatro moedas; euro, dólar, iene e libra esterlina. Este é um projeto exclusivo para funcionários do Facebook, tem código fechado, será uma moeda privada e regulada pela associação Libra.

Um dos palestrantes enfatizou como o lançamento da moeda Libra é uma campanha de marketing jamais vista nos últimos tempos, onde todos estão falando dela, especulando, se tornando também uma enorme campanha de recrutamento para trabalharem de graça, pensando em algo que ainda não feito ou executado. Ainda existem muitas dúvidas a seus respeito mas sem dúvida terá um impacto global gigantesco, tornando assim o universo das criptomoedas acessíveis e conhecido por todos do planeta. A Libra terá um impacto diretamente nas moedas Ripple e Stlellar.

Sobre a tecnologia blockchain assisti diversas palestras sobre o tema e fiquei impactada com a maneira que ela poderá mudar para melhor como fazemos negócios, desde a cadeia de produção, distribuição até o consumidor final. Reduzindo custos, tempo e o risco de processos, além de permitir integrar, automatizar ações que ainda são complexas e pouco confiáveis.

Através desta tecnologia é possível acompanhar todas as etapas, criando um histórico imutável do processo de produção, transporte e distribuição, possibilitando ao consumidor um acesso rápido, fácil, confiável as informações de procedência e o cumprimento das exigências legais.

Processos que podem ser automatizados por meio dos contratos inteligentes, garantindo o cumprimento de todas as regras determinadas em tempo real e de forma transparente. Produtos rastreados desde a procedência ganham valor agregado e diferenciais de mercados competitivos e inovadores.

O uso do blockchain também tem sido utilizado de uma forma a humanizar os processos de trabalhos do mercado da moda. Sabemos que muitos dos costureiros nos dias de hoje, são pessoas que são exploradas , trabalhando em um sistema de escravidão, esses costureiros trabalham em média 90 horas semanais.

Uma das palestrantes sensibilizada com a situação decidiu usar o blockchain a favor dessa cadeia de processos que envolve desde grandes as pequenas empresas do setor, até a terceirização da mão de obra.

Em cada etapa do processo, cada um desses personagens recebem as informações por celular e depois que todos confirmam, recebem um número para validar o blockchain. Tornando assim as cadeias produtivas, e devolvendo a dignidade destas pessoas, gerando um grande impacto social.

O blockchain veio também para recuperar valores, trazendo a tona um novo consumidor, saber quem está por trás de uma peça de roupa e de que maneira ela foi feita é para se pensar sim.

Dentro deste universo globalizado e mistificado para muitos posso dizer que tive uma experiência arrebatadora, pelo que está sendo feito e pelo que está por vir. O futuro não tão distante nos trará muitas facilidades e rapidez, transparência, eficiência, quem souber enxergar além e aproveitar o momento certamente colherá bons frutos.

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Classifique:
5/5

Newsletter IOT

congresso Tudo sobre IoT

Internet das Coisas

O IoT tem como objetivo permitir uma melhor relação entre o mundo físico (as coisas), o mundo biológico (nós) e o mundo digital (a computação).

Eventos

Últimos Videos do Canal

Congresso Online

Industria

Cases IOT

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Webinários

Inscreva-se em nossa newsletter